Dicas

OS ÓCULOS REFLETEM A PERSONALIDADE DE UMA PESSOA

Escolher um  óculos é também uma questão de estilo


                    Eles não são apenas um instrumento de auxílio visual, mas também um acessório da moda. Os óculos permitem que você expresse sua personalidade e marque seu estilo. Mas o que os óculos podem dizer sobre um tipo de pessoa?
                    O formato do rosto desempenha um papel fundamental na escolha da armação certa, mas há outros fatores a serem considerados. Um consultor óptico experiente reconhecerá rapidamente o tipo certo de armação para o formato de rosto e o tipo de personalidade do seu cliente. Eles conhecem os dois tipos básicos de pessoas: o tipo que "não quer óculos", ou seja, que deseja usar uma armação que combine com o rosto da forma mais harmoniosa possível e que seja extremamente discreta, e o tipo mais influenciado pela moda e que vê seus óculos como um acessório. Mas são essas realmente as duas únicas "categorias"? Estudando o assunto detalhadamente descobrimos alguns resultados interessantes.

Basicamente, existem três grupos distintos de usuários de óculos:


Os que gostam de óculos da moda:


• O rei do estilo - estas pessoas que muitas vezes tem mais de um  óculos. Para eles, nada é extravagante ou moderno demais. Sempre com o modelo mais atual e de preferência com lentes tingidas: desde que goste e que esteja de acordo com o seu humor e/ou roupa, tudo combina. Criativos e extrovertidos consideram seus óculos um complemento do visual.


• O apaixonado por marcas - dão valor a marcas e modelos, inclusive quando escolhem suas roupas. A escolha dos óculos dessas pessoas é influenciada por marcas. Apenas armações dos designers mais famosos do mundo poderão dar elegância ao seu rosto. Além disso, os óculos também devem estar em sintonia com o resto do seu estilo – o visual tem que ser impecável. Os fãs de óculos de marca também apostam em lentes de boa qualidade. Resumindo, sabem que a qualidade tem o seu preço, mas que também se justifica.


• Óculos sem grau (só pelo estilo) - óculos sem a função corretiva estão a venda em lojas de moda como um acessório para o rosto. Óculos "nerd", óculos "GG" estilo anos 70 e óculos em estilo John Lennon são usados no mundo da moda alternativa por pessoas que não precisam, mas desejam usar óculos para complementar o visual. É preciso ter experiência para escolher lentes para óculos; no entanto, armações grandes só ficam realmente bem com lentes finas organicas ou em policarbonato, o que torna o seu uso muito mais confortável. Os profissionais oticos também são bons conselheiros na escolha de lentes coloridas.


Os que gostam de óculos práticos:

• O focado em soluções - esse tipo de pessoa precisa primeiro se acostumar a usar óculos. Quando fazem um exame de vista que detecta a necessidade de algum tipo de auxílio visual, o que importa é que os óculos cumpram a sua função. Ou seja, apenas querem uma coisa: poder enxergar bem novamente, depois escolhem as armações e lentes certas para o seu tipo e problema de visão. Para pessoas que usam óculos pela primeira vez, escolher as armações e lentes o mais leves possíveis e fáceis de limpar pode ajudar muito na adaptação.


• O reservado - essas pessoas querem óculos que tenham o mínimo de armação possível para que passem quase despercebidos. Algumas delas aceitam apenas óculos sem aros. Lentes corretivas de alta refração podem ser usadas para dissimular o grau da prescrição, pois são mais finas do que o tipo padrão para o mesmo grau. Portanto, mesmo em casos de altos graus, seus óculos não terão aspecto de "fundo de garrafa". Este tipo de usuário normalmente é fiel aos seus óculos durante anos e, quando finalmente os substituem por novos, acabam escolhendo óculos bastante parecidos com os antigos.


• O conhecedor - "Só quero o melhor para os meus olhos." Esta frase está na ponta da língua deste tipo de usuário quando vai a uma ótica. Ele conhece bem termos como: bifocais, lentes progressivas e tratamento antirreflexo. Quando escolhem lentes corretivas, consumidores orientados para a qualidade prestam menos atenção no preço e se concentram mais no desempenho dos novos óculos em função de suas necessidades especiais. As armações também devem estar de acordo com seus padrões pessoais de qualidade.

Óculos para pessoas ativas:


• O colecionador - este tipo de usuário trata os óculos como objetos preciosos para serem exibidos com orgulho. Ele os coleciona com paixão e trocaria de modelo todos os dias se pudesse. Não estão muito preocupados se os óculos vão combinar com todos os visuais e em todas as ocasiões, todos os estilos são aceitos, dos aros de tartaruga aos de metal e multicoloridos. Se interessam também por lentes coloridas que combinam com as armações dos óculos e até mesmo por lentes curvas.

• O completo - essas pessoas gostam de estar preparadas para qualquer situação, isso significa que as armações devem ser: atraentes, mas não chamativas; leves, mas resistentes; e, é claro, devem se adaptar com perfeição. Geralmente, não estão à procura de futilidades da moda, mas sim lentes que possam fazer de tudo, ou seja, gostam de óculos multirresistentes,lentes fotossensíveis e progressivas, desta forma não precisam trocar de óculos para ver de longe ou de perto, quando faz Sol ou não.

• O herói cotidiano - pessoas que irradiam vivacidade e ação. Estão sempre em movimento e perdem muito tempo procurando seus óculos. Dizemos óculos no plural, pois estas pessoas precisam de um  óculos para ler e outro para ver de longe. Porém, dois óculos não são o suficiente, pois esses “furacões” precisam de um oculos em cada canto da casa, como na cozinha para cozinhar, no banheiro para se maquiar, na sala para ver televisão e na cabeceira para ler. Além disso, também precisam ver com nitidez para trabalhar e dirigir. É por esta razão que precisam ter um  óculos em cada lugar ou usam uma corrente para segurar os dois tipos de óculos no pescoço – assim evitam de perdê-los. Para pessoas agitadas, lentes e armações "inquebráveis" são fundamentais, uma vez que seus óculos tendem, com alguma frequência, a aparecer embaixo de uma pilha de documentos, a ser derrubados da mesa ou a cair no carro.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação Zeiss – Portal da Oftalmologia